sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

AS TRIBOS MAIS ISOLADAS DO MUNDO FOTOGRAFADAS POR JIMMY NELSON

O fotógrafo percorreu 15 países e fotografou fisionomias, vestuários, comunidades e culturas de 29 tribos isoladas do mundo.

Já pensou em levar o pensamento um pouco mais adiante e imaginar como vivem as pessoas na Sibéria, nas montanhas do Himalaia ou no deserto da Etiópia? A história mostra que a tendência é que seja extinto um povo que esteja geográfica e culturalmente afastado de uma sociedade ou cultura dominante. Não são só os índios brasileiros que correm o risco de se tornarem apenas história. São muitas tribos ao redor da Terra.
Durante três anos, o fotógrafo britânico Jimmy Nelson se aventurou em uma expedição. Seu objetivo? Encontrar a pureza da humanidade nos lugares mais remotos do planeta. Para isso, percorreu 15 países e fotografou 29 tribos diferentes. Cada tribo carrega em si traços culturais autênticos e mantém intactos os valores de seus antepassados: crenças nos deuses, zelo com a família, gratidão e cuidado com a natureza e a vontade de fazer o certo para atingir os objetivos de suas vidas.
Da longa jornada de Jimmy Nelson, nasceu o livro Before They Pass Away, com 402 fotografias coloridas e textos em inglês, francês e alemão. O livro pode seradquirido pela internet por 128 euros.
Em 2009, planejei visitar 31 tribos isoladas e visualmente únicas. Eu queria testemunhar suas tradições já consagradas pelo tempo, entrar em seus rituais e descobrir como o resto do mundo está ameaçando mudar seus comportamentos para sempre. Mais importante, eu queria criar uma ambiciosa estética fotográfica em um documento que pudesse sobreviver ao tempo. Um trabalho que se tornasse um registro étnico insubstituível de um mundo que está rapidamente desaparecendo.
Porta-retratos elegantes e evocativos foram criados com uma câmera 4×5. O motivo de usar negativos tão grandes seria mostrar uma extraordinária visão sobre a vida emocional e espiritual dos últimos povos indígenas do mundo. Ao mesmo tempo, isso exaltaria as diversidades e a criatividade cultural de cada tribo, com seus rostos pintados, corpos modificados, jóias, cabelos extravagantes, idiomas e rituais. (Jimmy Nelson)
Confira abaixo as 29 tribos fotografadas no projeto:
Maasai, Tanzânia
Maasai, Tanzânia
Samburu, Quênia
Samburu, Quênia
Asaro, Papua-Nova Guiné
Asaro, Papua-Nova Guiné
Goroka, Papua-Nova Guiné
Goroka, Papua-Nova Guiné
Kalam, Papua-Nova Guiné
Kalam, Papua-Nova Guiné
Dani, Indonésia
Dani, Indonésia
Korowai, Indonésia
Korowai, Indonésia
Yali, Indonésia
Yali, Indonésia
Tribo de Vanuatu, Vanuatu
Tribo de Vanuatu, Vanuatu
Tibetans, Tibet
Tibetans, Tibet
Nenets, Rússia
Nenets, Rússia
Chukchi, Sibéria
Chukchi, Rússia
Kazakh, Mongólia
Kazakh, Mongólia
Tsaatan, Mongólia
Tsaatan, Mongólia
Himba, Namíbia
Himba, Namíbia
Maori, Nova Zelândia
Maori, Nova Zelândia
Drokpa, Índia
Drokpa, Índia
Ladakhi, Índia
Ladakhi, Índia
Rabari, Índia
Rabari, Índia
Arbore, Etiópia
Arbore, Etiópia
Banna, Etiópia
Banna, Etiópia
Dassanech, Etiópia
Dassanech, Etiópia
Hamar, Etiópia
Hamar, Etiópia
Karo, Etiópia
Karo, Etiópia
Mursi, Etiópia
Mursi, Etiópia
Gauchos, Argentina
Gauchos, Argentina
Huaorani, Equador
Huaorani, Equador