sábado, 26 de julho de 2014

Próxima Parada: Islândia – veja as paisagens incríveis dessa ilha nórdica

Com paisagens simplesmente estonteantes e costumes antigos que datam da época dos nórdicos, a Islândia é um dos países mais únicos do planeta
Hoje é sexta-feira e, como muitos de vocês já sabem, é dia do nosso quadro especial Próxima Parada aqui no Mega Curioso! Então arrume as suas malas imaginárias (pelo menos por enquanto) e prepare-se para viajar virtualmente para a Islândia, um dos países nórdicos mais impressionantes que existem no mundo. Localizada no oceano Atlântico Norte, ao sul do Círculo Polar Ártico, essa é a décima oitava maior ilha  do mundo – e que possui diversos vulcões em seu território (são mais de 100!).

A língua oficial é o islandês, considerada como uma das línguas nórdicas mais antigas e conservadores do mundo. A Islândia zela pela preservação do seu idioma, que conseguiu se manter praticamente inalterado devido à isolação geográfica do país e ao fato de que palavras estrangeiras não são admitidas no vocabulário nacional. Por exemplo, se um conceito novo é inventado, existe um departamento na Universidade de Reykjavík que é encarregado de desenvolver essas novas palavras gramaticalmente. Além disso, os islandeses só podem registrar nomes nórdicos em seus filhos para preservar o idioma.



Por falar em Reykjavík, essa é capital do país – e que possui mais de um terço da população do país concentrada em seus limites, aproximadamente 120 mil islandeses.  Com seus típicos telhados coloridos para contrastar com o branco constante da paisagem, essa é a capital mais ao norte do mundo. A Islândia como conhecemos hoje, politicamente falando, é um país relativamente recente, visto que proclamou independência da Dinamarca no início do século 20 e só se tornou república em 17 de junho de 1944.
or outro lado, ela já foi habitada por séculos por diferentes povos que desembarcaram em suas terras geladas, como vikings, celtas e nórdicos em geral em meados dos nos 800. A Islândia está entre os países mais desenvolvidos do mundo em termos de IDH e, apesar das últimas crises financeiras passadas em 2008 (que quase quebraram os cofres do país e afastaram investimentos), é considerado rica e atualmente estável.

Paisagens impressionantes e cenários de muitos filmes

A Islândia,apesar de star localizada na Europa, não possui nenhum traço geológico europeu, possuindo formações bem próprias e específicas. O relevo do país é bastante acidentado, com montanhas que ficam na média dos 500 metros. O monte Hvannadalshnúkur (tente falar isso rápido três vezes) é o maior do país, com 2119 metros.  
Além das montanhas e vulcões, o território islandês está repleto de glaciares (que cobrem 11% do território) – o mais conhecido deles é o Vatnajökull. Devido ao aquecimento global , o tamanho de muitos desses glaciares têm diminuído significativamente com o passar dos anos. As cataratas de Dettifoss também são parte da paisagem única da Islândia, com 44 metros de altura.




Quanto aos vulcões, o mais famoso deles é Eyjafjallajökull (tente falar isso rápido três vezes também), que causou muitos estragos e o fechamento de aeroportos pela Europa com suas erupções de 2010. Devido à atividade vulcânica, também existem vários gêiseres (dois dos maios famosos são o Geysir e Strokkur) e fontes termais em que as pessoas podem nadar mesmo em temperaturas negativas, como a chamada Lagoa Azul.
nfelizmente, várias erupções de vulcões já prejudicaram a vida os islandeses, como a do vulcão de Laki, em 1783, que dizimou um quarto da população do país e prejudicou a agricultura por anos. Para conferir alguns dos locais citados e outras imagens do país , veja as fotos abaixo:




As vantagens do inverno e do verão islandês

Por incrível que isso possa parecer, a Islândia não é um país terrivelmente frio, principalmente se o compararmos com as temperaturas que estão ao seu redor. É claro que para os padrões brasileiros o local é extremamente gelado, porém não se o equipararmos à Groenlândia, por exemplo, que está logo ali ao lado. Mesmo assim, como podemos observar nas imagens de satélite, o país praticamente fica todo congelado no inverno.


Com clima oceânico subpolar, os verões são frescos e curtos e os invernos mais suaves, com temperaturas que (normalmente) não passam dos -3°, principalmente na capital.  A corrente marítima do golfo, um fluxo de água quente que sai da América Central, permite que o litoral do país não seja excessivamente castigado pelo inverno nórdico (algo que não ocorre no centro da ilha).
Na Islândia é possível observar fenômenos naturais como a Aurora Boreal e o Sol da Meia-Noite. Esse último consiste no fato de o Sol permanecer 24 horas visível por dias das datas próximas ao solstício de verão,algo que ocorre devido à inclinação da Terra. O mesmo ocorre no inverno, quando as noites são mais longas e o período de escuridão é maior.

Os aspectos culturais

As raízes da cultura islandesa estão ligadas à tradição nórdica, principalmente na literatura, com sagas que foram escritas na Idade Média.A literatura islandesa medieval inclui as poesias chamadas de Eddas, que relatam os feitos heroicos de humanos e deuses nórdicos, obras clássicas escritas por antigos autores desconhecidos. O país foi influenciado pela cultura escandinava também em termos arquitetônicos e, como não existiam muitas árvores nos tempos de colonização, muitas casas possuíam turfas em seus telhados.

Em termos musicais, a Islândia possui um forte costume de corais, principalmente devido à Igreja Protestante.Por isso, grande parte das composições eram folclóricas ou religiosas. Isso mudou com a cantora Björk, que concebeu um estilo musical peculiar (músicas que apresentam diversos tipos de instrumentos e batidas eletrônicas misturadas).
Outro exemplo de banda famosa da Islândia é o Sigur Rós, que segue, em partes, o estilo musical iniciado por Björk. O país possui um grande foco cinematográfico hoje, principalmente por que diversos filmes de Hollywood foram e são filmados em seu território, como “Die Another Day” e “Batman Begins”. No quesito dos esportes, os mais comuns do país são o futebol, handebol e golfe – sendo o futebol o mais popular entre os islandeses.

Quanto à religião, a maioria dos islandeses é protestante – a principal instituição do país é a Igreja Nacional da Islândia. Apesar de a Igreja possuir ligação com o estado, existe total liberdade religiosa no país. De acordo com o estudo publicado em 2001, 23% dos habitantes da Islândia se consideram ateus.

Curiosidades gerais sobre a Islândia

  • normalmente servida em festivais nacionais (sim, uma cabeça inteira de ovelha é servida no prato para cada islandês).  Além disso, existem outros alimentos mais exóticos para nós, como os peixes desidratados, as nadadeiras de focas e os testículos de carneiros.
  • A Islândia já foi governada pela Noruega e posteriormente pela Dinamarca, tornando-se uma república independente somente em 1944.
  • A Islândia possui o maior número de escritores e artistas proporcionalmente falando. Encontrar algum músico, escritor, pintor ou artista em geral é algo fácil por essas terras geladas.
  • A cerveja foi banida do país até 1989 e só pode ser comercializada em locais específicos. Além disso, a idade mínima para poder beber álcool na Islândia é 20 anos, uma das maiores da Europa.
  • Para erradicar a indústria pornográfica, o governo islandês baniu a prostituição em 2009 e os clubes de strip em 2010 – e está planejando banir a pornografia online também. Essas ações não possuem qualquer tipo de cunho religioso, porém estão ligadas aos direitos das mulheres em ações para acabar com a indústria do sexo (o país é considerado uma das nações mais feministas do mundo).
  • Casamentos entre dois homens e e entre duas mulheres são legalmente permitidos na Islândia desde 2010 – eles podem adotar crianças sem enfrentar maiores dificuldades legais.
  •  Um dos museus mais estranhos do mundo está localizado na Islândia, chamado de Museu Falológico. Lá, amostras de pênis dos mais variados mamíferos estão expostas (e, claro, de seres humanos também) – são mais de 215 pênis na exposição permanente.
  • Em fevereiro de 2009, Jóhanna Siguroardóttir se tornou a primeira mulher Primeira Ministra do mundo, além de ser abertamente lésbica.
  • O país possui um dos índices mais baixos do mundo em termos de desigualdade social e financeira.
  • 30% da energia elétrica produzida na Islândia tem origem geotérmica (a porcentagem mais alta do mundo), o que faz esse um dos países mais ecológicos do mundo em termos de energia.
  • Não existem mosquitos na Islândia!