domingo, 15 de junho de 2014

Resolvido o mistério do Triângulo das Bermudas

navio[1]
A ciência sempre esta a encontrar as respostas para os maiores mistérios da humanidade. Dois cientistas australianos anunciaram que descobriram porque navios e aviões desapareceram na região designada ‘Triângulo das Bermudas’.
E a resposta não se encontra em magnetismo, túneis do tempo, extra-terrestres ou qualquer outro tipo de fenômeno metafísico. Na realidade, os fenómenos estranhos relatados na famosa região entre Porto Rico, Florida e as ilhas Bermudas resumem-se a um problema de… gás. Concretamente, gás metano.
Esta a conclusão do trabalho do professor Joseph Monaghan e do seu pupilo David May, da Universidade Monash de Melbourne, Austrália, publicado no American Journal of Physics.
get
Segundo estes investigadores, grandes bolhas de gás metano que se desprendem do solo do oceano são capazes de fazer naufragar navios e despenhar aviões. Um fenómeno que poderá mesmo explicar outros desaparecimentos noutros locais do mundo.
Já nos anos 60 o investigador Ivan T. Sanderson tinha identificado regiões do planeta onde se encontram grandes concentrações de metano. Além do famoso ‘Triângulo das Bermudas’, também o Mar do Japão e o Mar do Norte tem áreas onde se detectam estas ‘bolsas’ de gás.
O metano, formado após intensa atividade vulcânica submarina, está normalmente contido no interior das rochas, sob a alta pressão oceânica. Mas pode soltar-se naturalmente.

História Do Triângulo das Bermudas

Conhecido pelos inúmeros desaparecimentos de embarcações e de muitas vidas perdidas nessa região, muitos culpam esse fato à atividades paranormais que acontecem na região do Caribe.
A reputação da região também conhecida como Triângulo do Diabo se iniciou em 1945, após o término da Segunda Guerra Mundial, quando um esquadrão de bombardeiros do exército dos EUA desapareceu durante um treinamento de rotina. Os aviões foram totalmente equipados e haviam sido minuciosamente verificados antes de partirem da Flórida.
Nenhum dos aviões e nenhum dos tripulantes jamais foram encontrados, mesmo após uma longa investigação por parte do governo norte-americano. Durante as buscas, uma aeronave de resgate também foi misteriosamente desaparecida, deixando mais 13 mortos, e a fama do Triângulo das Bermudas só aumentou após esses eventos.
Ao todo, mais de 50 navios e 20 aeronaves desaparecem ao longo do século passado quando viajavam pela região, de acordo com a Marinha dos EUA.
O G-AGRE Star Ariel, um avião de passageiros da British South American Airways, desapareceu em 17 de janeiro de 1949. A aeronave estava sobrevoando o Triângulo das Bermudas enquanto rumava para a Jamaica. As condições meteorológicos eram tranquilas e os destroços do avião nunca foram encontrados. Todos os 7 membros da tripulação e 13 passageiros morreram.
O SS Marine Sulphur Queen, um navio petroleiro com 39 tripulantes, desapareceu perto da costa sul da Flórida em fevereiro de 1963. Após semanas de procura, equipes de busca conseguiram localizar somente alguns destroços e coletes salva-vidas.
A foto acima mostra o USS Cyclops, um navio que desapareceu na região em março de 1918, sem deixar vestígios. A embarcação levava ao todo 306 tripulantes e passageiros. Continua sendo a maior perda da história naval dos EUA quando não estava em guerra.
E outras dezenas de embarcações e aeronaves desaparecem na região, muitas delas sem deixar nenhum rastro de sua existência. Várias teorias bizarras foram elaboradas para explicar tantos misteriosos desaparecimentos. Abduções, viagens no tempo, portais que levam à outras dimensões, anomalias magnéticas, fenômenos geofísicos e bolhas de gás metano em massa têm sido apontados como a solução para os mistérios do triângulo. Uma teoria popular é que a lendária cidade perdida de Atlântida  repousa no fundo do Triângulo das Bermudas, e sua avançada tecnologia interfere no oceano acima.
Contudo, a maioria dos pesquisadores acredita que o grande número de desaparecimentos na região seja por causa do clima. O Triângulo das Bermudas é vulnerável à tempestades imprevisíveis, furacões e outros fenômenos naturais. De acordo com alguns pesquisadores, a Corrente do Golfo pode causar rápidas e violentas mudanças climáticas e suas correntes podem rapidamente apagar qualquer evidência de um desastre.
Recuperar embarcações e aviões naufragados na região é uma tarefa bastante complicada, pois o Triângulo das Bermudas é a parte mais profunda do Oceano Atlântico. A foto acima é de um submarino naufragado descoberto em abril de 2011.